Vou fazer uma pesquisa aqui…

Opa! Aparecemos na primeira página.

Incrível isso, né? Dessa maneira é muito mais fácil o nosso cliente nos encontrar no Google. Sem contar os nosso artigos que também já aparecem na primeira página.

Como a gente faz isso? A gente vem ranqueando o nosso site produzindo conteúdo freneticamente, haja café.

Mas a gente utilizou o link building e ele nos ajudou MUITO a subir de posição nos buscadores.

Imagine que você é O CARA de um certo nicho e existe demanda para esse assunto na internet.

É claro que você precisa ser notado, mostrando esses conteúdos para as pessoas. E aí que você se pergunta: por que será que não estão lendo meus artigos?

Apesar de o Marketing de Conteúdo ser a chave para realizar vendas, você também precisa de uma coisa muito importante: conexão.

É extremamente positivo ter links externos de parceiros e/ou mesmo de outros lugares que apontem para o seu conteúdo, fazendo assim a sua audiência disparar.

Aliás, esse é o tema do nosso artigo de hoje!

Com esse artigo vamos te ensinar a ranquear o seu site nos buscadores para que você apareça e seja notado, e com isso fazer novos negócios.

Agora o papo começou a ficar interessante, né?

Afinal, o que é link building e como conseguir links?

Então vamos nessa!

Primeira etapa: entendendo o link building

O Link Building é uma das tarefas mais importantes em SEO. É excepcional e cirúrgico. Você percebe logo o bom feedback com um trabalho bem realizado.

Essa tática para conseguir links de outros sites é extremamente importante porque todo mundo está o tempo todo pesquisando na internet, e também através dela que você vai fazer muitas vendas.

Os buscadores dão muita importância aos links, mas MUITA MESMO. O seu site não aparece na primeira página logo que você inicia, é um trabalho de arquitetura e construção.

Assim que seu castelo ficar pronto você não vai precisar chamar ninguém para entrar, ele terá visitantes automaticamente.

Um castelo talvez não, mas uma mansão com certeza. E considerando a analogia, é a mansão que você pode morar quando for um empreendedor de sucesso, que tal? Tô vendo esse sorrisinho aí.

Os links para o seu site são como votos de confiança que você recebe na web. Eles medem minuciosamente a sua popularidade e relevância na internet.

Vamos exemplificar porque até para a gente entender é um pouco complexo.

Imagina que você é um produtor de vídeos e não conhece muita gente no mercado, mas realiza um trabalho genial. Os links são aquelas pessoas que vão te indicar e fazer com que você consiga vários trabalhos.

E dentro dos links, existem aqueles que têm mais autoridade, e que te garantem um posicionamento bom nos buscadores.

Os buscadores atribuem um valor através de vários algoritmos aos sites da internet, que medem a relevância. Um site precisa ser relevante para ser bem posicionado.

É preciso criatividade, conexão com outras pessoas, estratégia e uma “política de boa vizinhança” para fazer um bom Link Building.

Segunda etapa: é preciso entender o valor de um link?

COM CERTEZA. Isso, em caixa alta.

Assim como os artigos, vídeos e qualquer conteúdo produzido para a sua audiência precisa ter valor, os seus links também precisam.

Vamos saber o porquê.

Cada um é avaliado de uma maneira pelo Google, e é essa avaliação que vai atribuir um valor positivo ou negativo para o seu site.

Tome cuidado, pois é bem possível que um link prejudique o seu site – fazendo com que ele até suma do mapa (virtual).

Você precisa tomar cuidado porque de uns tempos para cá surgiram os “spammers”, mais precisamente quando esse negócio de link começou a gerar valor. A evolução fez com que isso acontecesse, há coisas ruins também.

Então não caia nessa de disparar para todo lado, você pode cair na besteira de gerar milhares de links por dia de baixa qualidade e ser enquadrado como spammer.

O que é preciso para um bom perfil de links? Variedade (quantidade) e qualidade. Atente-se para as palavras-chave – elas são importantes não só aqui, mas em todo processo.

Passo três: Dissecando os backlinks

São dois fatores que já mencionamos acima que fazem a total diferença: qualidade e quantidade.

Qualidade:

Diversas coisas implicam diretamente no sucesso de um link. Mas um dos principais fatores com certeza é o texto principal, o seu texto âncora.

É ele que vai dizer para o buscador do que se trata o seu site. A partir daí os backlinks podem ser “valorados”. Não existe essa prática sem um texto âncora, para onde os links vão apontar.
Tudo deve soar natural aqui, senão pode ser considerado spam. Estamos em 2019 e as regras dos buscadores estão cada vez mais severas.

Entendemos como melhores links, os de qualidade, aqueles que são de domínio com métricas e engajamento alto, com autoridade.

Quanto mais você torna relevante o seu site, melhor será o link.

Quantidade:

É importante observar desde aqui: não é uma quantidade desenfreada de links, mas sim uma quantidade com qualidade. Pode soar redundante, mas não é.

É preciso: diversidade de domínios e de tipos de domínios que apontam para o seu site.
Você pode ter vários links e domínios que apontam para você, mas é preciso focar em um nicho. Quem fala de tudo, não fala de nada.

É muito mais válido ter links de vários domínios do que ter vários links de um só domínio. Diversificar esse domínio significa conseguir links de vários tipos de site – com qualidade.

Passo quatro: Entendendo os problemas que podem diminuir a potência de um link

Links que apontem para fora da página – é excelente colocar hiperlinks que apontam para sites parceiros, mas tome cuidado para a quantidade. Se a todo tempo você faz com que o seu leitor saia do seu site, a tendência é realmente que ele não permaneça.

Qualidade dos sites com links na página – esse é o contrário de boa vizinhança. Se uma página linka para spam, e o seu está no meio, o valor dele cai consideravelmente.

Número de links para cada domínio – como já citamos, apenas um domínio com vários links pode ser considerado spam, então cuidado!

Inacessibilidade – a falta de plugins para abrir determinado conteúdo pode implicar diretamente no funcionamento do link, e os internautas não têm paciência. Cuidado com isso.

Passo cinco: Como conseguir links?

Chegamos à cereja do bolo.

Listas prontas não são as melhores opções aqui. Até porque elas não existem, se existem não funcionam. O trabalho é no braço mesmo.

É muito difícil te dizer qual é o local perfeito para você conseguir links, porque tudo depende do seu nicho.

É possível conseguir links de forma espontânea, aquela história dos visitantes na sua mansão, e também é possível conseguir através de parcerias. É preciso ir atrás de pessoas que estão dispostas a colocar o link no site delas que apontam para o seu.

Não se esqueça de que é imprescindível que o seu site já tenha conteúdos de qualidade.

A forma espontânea de prospectar é mantendo um blog. Ofereça um conteúdo de nicho, que gerem valor e que atraia os internautas para a sua mansão.

Você pode ter um site principal, onde tem uma boa arquitetura e um bom conteúdo, e ter também minisites que apontam para estes. Cuidado com o spam, principalmente ao duplicar/triplicar conteúdo.

Obviamente que a produção de conteúdo é anterior à aquisição de links para o seu site. Essa comunicação é importante para alimentar a sua audiência. É um trabalho de formiguinha.

Conseguir a tal da parceria é basicamente um trabalho de assessoria de imprensa. Calma, você não precisa ser jornalista ou relações públicas para isso.

É preciso entrar em contato com o responsável do site X e argumentar passando para essa pessoa a importância de colocar o seu link no site dele. O que isso vai gerar, os benefícios etc. É uma constante troca.

E que tal umas dicas para você acelerar esse processo?

Aqui vão as preciosas…

Vá atrás do chamado Guest blog. Ofereça a produção de artigo que aumente a audiência de algum blogueiro em troca de links para o seu site. Cabe a ele publicar ou não.

Oferecer conteúdos gratuitos costuma funcionar. Como ebooks, ou alguma habilidade que você possua e a torne única. Talvez a palavra aqui seja permuta.

Encontre fóruns, acompanhe as postagens, e tente inserir o seu conteúdo onde achar mais conveniente.

Tente oferecer um conteúdo em banner no seu site. É difícil, mas é um caminho.

A tal da lista de discussão. Muitas listas de discussão mantêm arquivos na web e seus links têm locais que podem apontar para outros lugares.

É possível achar mais facilmente sites e blogs alinhados ao seu nicho buscando… isso! No Google. Ache e proponha seu conteúdo em troca de links.

Há ferramentas que dimensionam o valor desse link para você. A maioria delas é paga, mas vamos disponibilizar aqui as ferramentas de análise de backlinks mais importantes e de valor para o seu site.

Open Site Explorer (https://moz.com/link-explorer)

Uma excelente ferramenta para análise de links externos. A interface é de fácil uso, mas há limite de dados para a versão gratuita. Ele analisa diretamente o que tem mais a ver com o seu site.

Ahrefs (https://ahrefs.com/)

Analisa diretamente os links que você têm com pouco recurso. Assim como o anterior, há limite de dados. Mas uma análise mais profunda é possível aqui.

Google Search Console (https://www.google.com/webmasters/#?modal_active=none)

Você PRECISA dessa ferramenta. Voltado para webmasters, ele possui diversas funções. A principal função do GSC é descobrir quais links o Google considera para o seu site.

É TOTALMENTE GRÁTIS.

Ufa!! Foi bastante conteúdo, hein?

Aqui você realmente aprendeu como conseguir links. É mais uma das artes da web.

Diante do exposto, a gente pode concluir que a geração de conteúdo de valor é um dos quesitos mais importantes para o seu crescimento empresarial.

Essa geração de links e de tráfego orgânico, é mais uma das cerejas do bolo que é o seu negócio. Tudo isso compilado te traz um retorno imensurável. Lê-se lucro.

Invista seu tempo na geração de valor para o seu internauta, é dessa maneira que você vai gerar mais e mais conversões. Confie na gente, vamos juntos. O céu é o limite.

E aí, gostou do nosso conteúdo? Deixa o seu comentário aqui em baixo que a gente vai amar te responder.

Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *